quarta-feira, 23 de maio de 2012

QUERER



Pele quer pele
Coisa de ter e pensar que tem
Mistura estranha explosiva de fluidos corporais
Olho no olho, na bunda e as mãos atrevidas se permitem
Percorrer e andar e nadar e mergulhar e suar junto
Com todos os membros
Que querem ser parte de um todo que cresce e se soma
Se aumentando e transformando
Em coisa estranha e nova
E vira outra canção de amor.

0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget