quinta-feira, 3 de maio de 2018

O ÚLTIMO AMOR


O Último Amor anda entre as pedras se equilibrando
Quer conversar, mas não tem com quem
Vai ao museu, ao mercado
E bate ponto de segunda a sexta feira em horário comercial
O Último Amor é a coisa mais linda do mundo
Um dia a lua ficou mais tempo no céu para olha-lo
[Uma noite clara de luz cinematográfica]
Sonha tanto que teme não querer mais acordar um dia:
Cumplices de vida e sorrisos, aventuras inesperadas e animais fantásticos.
Por ser o último ainda reza e se contenta com as doces lembras de outrora
Mas secretamente, bem lá no fundo é louco em achar o Último Sortudo.


quinta-feira, 29 de março de 2018

NÃO PENSAR HUMANO

Por pensar demais, e tentar não pensar
Lembro a curva do seu corpo
Num outro corpo qualquer
E nessas vezes até dá vontade de subir em cima
feito um bicho selvagem, 
investir cheiradas estratégicas e naturais 
com gestos pontuais e orgânicos
e em liberado acesso
acasalar sem pudor ou culpa, 
na frente de todos
como se acionado um gameta adormecido
um genótipo primitivo 
Anunciando meu único proposito de vida:
invadir teu corpo e depositar meu material genético
numa posse imperialista
Tomar te minha matilha 
para seguir numa unidade
por todos os campos, caçar, beber, dormir e sentir a brisa

Embora seja isso que meu corpo queira o tempo todo
A imaginação me liberta da selvageria 
E posso, enfim, tomar um café numa livraria e ri de mim mesmo



terça-feira, 13 de março de 2018
Te espero como quem espera um flor, então semente
Com possibilidades de até não-flor, esperança
E se a chuva inundar, ou o sol castigar
Eis me lastima e respeitoso
E se apontar para o sol, teremos um belo jardim [de novo]
domingo, 18 de fevereiro de 2018
Um sinal
Só um sinal
Meu amor é tão tarde
E acredito sem signos [touro, sagitário e câncer]

Se eu puder eu vou até você
E se não puder, eu fecho os olhos
E faço uma oração

O caos irá nos perturbar nesse próximo feriado
Mas te ligarei e perguntarei como foi seu dia
Sei que em breve estaremos juntos
Todo mundo irá sorrir em nossa homenagem
Como um ano novo



Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular