quarta-feira, 21 de março de 2012

FINDO



Tava abandonado seu
E você viu sim. Eu sei.
Parece que matou um pouco mais
De mim

Tava a pensar em nós dois
O corpo de estrelas marrons
E tudo que é bom e findo
findou

Agora não tem
Retrato pra olhar
Eu fico com a canção da Elis
Dizendo alguma coisa
Bem motriz
Perdida numa rádio qualquer

Ainda tenho aquela mentirinha
Escrita num papel
Azul
E os astros [todos loucos] se riem de mim
Tão azul tão blue tão zum
Se tudo que é findo finda
Por que que eu não findo o teu
Fim

0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget