segunda-feira, 9 de março de 2015

NO TOM



Evito o conformismo que cala

Gosto do tom da voz vide emoção

Reclamam que falo alto

E

Ora me comporto menor

Ora me guardo por total

Quem perde é tudo

Que se acontece com o relevo de mim opaco

Em mim gritão os demônios e os anjos

Valsas, funks e tudo mais

é a vida que se anuncia

preciso do tom do emoção

para completar minhas notas

rir alto, se alto estiver

rir baixo, quando pequeno for

te chamar num berro

ou numa psiu

Deixa eu gritar

Deixa eu calar

Não me cobrem por ser demais

Ou não ser nada

O momento merece respeito

Por isso o defendo



0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget