quinta-feira, 5 de junho de 2014

SEM CULPAS

O que os céus têm a ver com isso?
Se é pra inventar, deixa que coloco a cor
O passado num copo passa bem mais rápido
Só não adianta esquecer tudo

Pra que incendiar as torres mais altas
Se dela vemos o por do sol
às vezes eu choro e às vezes não
E não quero pensar nisso agora
É tempo de mudança

Mas podemos ser azuis
Ou como é mesmo? Amarelo-limão
Os planos de amar
Ou do mar, os ventos ditam
Podemos terminar

Vamos nesse ponto final, amor. 

0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget