segunda-feira, 12 de novembro de 2012

OU NÃO

E você percebe que as coisas simplesmente mudaram. Embora o azul continue sendo azul e o vermelho, vermelho. Você se olha no espelho e erra ao que a memoria não alcança. Entende? Não entenda. Essas coisas não são pra entender, é daquelas que sabemos sem saber, sabe? Numa quase personificação cômico-crítica de uma personagem do Ariano Suassuna. E eu detenho essa escrita inútil, pelo simples fato de que as coisas mudam, e se pra o bem ou pra o mal, não importa, seria outra história. Eu só estou assustado, num talvez processo já conhecido pelo Kafka ou não. Bom ou não. Não sei. Mudou tudo. Tudo. E o susto aumenta, ainda, porque não posso se quer esboçar um projeto contábil das coisas que mudaram. Talvez eu não me conheça o suficiente. Talvez sim e o algum medo secreto dite regras ou apenas esteja traumatizando o processo de reconhecimento.
...Talvez seja só drama meu mesmo.

0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget