segunda-feira, 2 de abril de 2012

O PALAVRÃO DIVINO


Foi Deus quem pegou na minha mão e colocou embaixo da minha cueca
Antes disso estaria uivando com uma pessoa desconhecida
Lambando, cheirando, rasgando, tudo saliva, sangue e secreção pura,
Aquela, a branca]
Foi Deus quem me disse que não sou animal comum
Penso, logo gozo com tua imagem na minha cabeça
É quase um palavrão divino, o verbo gozar.

0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget