quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Tua Margem

Canto tua poesia secreta
A que só eu sei
Toco o aquele ritmo nosso
E falsifico sua presença
Que sabe semana que vem eu não chego por ai?

Nossos sonhos eram tão simples e você derramava esperança por todo meu apartamento
Cada história, cada música, despertava as crianças adormecidas
Um tom de roupa em combinação acionava o fenótipo mais primitivo de mim
E uivava em sua ausência
Só acalmava com o calor do seu peito

Os astros disseram
Que nascemos pra viver essa paixão
Mesmo perante todos os carnavais
Como uma maldição de amor, lançada por nós mesmo

Espero que você esteja bem em toda lua cheia.

0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget