sexta-feira, 26 de julho de 2013

FRENTE A TODOS

As pontes construídas sobre águas
Resistem
Os prédios, todos eles, resistem
Aeroportos, embora buracos nas pistas, resistem
Casas e castelos, em muitos lugares, resistem
Civilizações submersa, juro, resistem
O amor afogado, cortado, machucado e desmantelado
Resiste
E resiste aquele teu sorriso sonolento e sincero
De quem conta uma piada de ocasião
E eu? Eu não resisto

Desmorono, derreto, viro liquido de se beber. [embora mais duro que aço]

0 Opinião (ões):

Tecnologia do Blogger.

Inscreva seu email, baby.

Seguidores

Hipocondria Literária Popular

Ocorreu um erro neste gadget